Destinos

Tudo do meio do nada – Deserto do Atacama

O deserto mais alto e árido do mundo está no norte do Chile, onde esta localizada a pequena cidade de San Pedro de Atacama, que fica a 1h de Calama (o aeroporto mais próximo de San Pedro). Com pouco mais de 3000 habitantes, San Pedro também abriga temporariamente mochileiros, fotógrafos, cientistas, arqueólogos, astrônomos e diversos viajantes de todo o mundo que logo quando chegam, têm seus olhos invadidos por diversas tonalidades de marrom devido às construções feitas de barro e ruas de terra que dão um caráter rústico ao local.

A cidade é relativamente cara para se comer (mais ou menos 80 reais/casal por refeição), fazendo com que as cozinhas compartilhadas em alguns hostels sejam uma ótima saida para economizar. Em relação a locomoção pela cidade e apesar de ser fácil andar a pé em San Pedro, uma boa opção é o aluguel de bicicletas, fazendo com que você tenha mais liberdade para realizar outros dois passeios próximos ao centro, como a PUKARA DE QUITOR (patrimônio arqueológico que serviu de moradia e proteção dos atacameños) e um pouco mais a frente existe a QUEBRADA DEL DIABLO (um cenário perfeito entre formações rochosas que te levam a uma vista privilegiada do povoado). DICA 1: Como no verão os dias são muitos quentes, recomenda-se que esses passeios sejam realizados depois dos picos de sol e não se esqueça de levar muita água!

O deserto do Atacama oferece diversas opções de lugares inacreditáveis. Porém, não se esqueça que lá é um lugar de extremos, com as temperaturas variando de 0° C durante a madrugada e 40° C durante o dia, no verão. E sim, você estará no deserto mais alto do mundo, logo, dores de cabeça, enjôos e falta de ar são comuns, o chamado “mal da altitude”. Devido a isso, aconselhamos que os passeios com maior altitude sejam realizados nos últimos dias, em que seu corpo estará melhor adaptado para essas condições. De tão essenciais, uma vez que ajudam a minimizar os sintomas da altitude, as folhas de coca são comuns na cidade e geralmente as agências e lojas locais oferecem para compra. Mas você também estará no deserto mais árido do mundo, fazendo com que umidificador nasal, hidratante corporal e colírio sejam essenciais. Tênis para trekking, touca, luva e jaquetas corta-vento também estão incluídos nessa lista. Enfim, vá preparado para um lugar de extremos!

Se você quer fazer quatro passeios imperdíveis para que se conheça a fundo todas as possibilidades de natureza intocável que você só encontra num deserto atípico como o do Atacama, você deve ir para as LAGUNAS ALTIPLÂNICAS ou PIEDRAS ROJAS ( tour um pouco mais completo que o LAGUNAS ALTIPLÂNICAS ), VALLE DE LA LUNA/VALLE DE LA MUERTE ( tour somente realizado no período da tarde que te dá a chance de avistar um por-do-sol magistral ), GEISER DEL TATIO ( tour diferenciado das outras paisagens por se tratar de formações vulcânicas, lembrando que San Pedro é rodeado além dos Andes, por vulcões. Esse passeio provavelmente será o que você passará mais frio durante o começo, vá preparado. Conforme as horas vão passando, o clima começa a esquentar um pouco, sendo difícil mas possível ter coragem para entrar nas águas termais presentes no parque) e o SALAR DE TARA ( tour com belas paisagens e contato maior com a fauna e a flora). É essencial que a LAGUNA CEJAR também estivesse dentro dessa lista, porém, recentemente, a entrada de acesso passou de 2.000 pesos para 32.000 pesos chilenos (acreditamos que é para maior preservação do local), fazendo com que as agências busquem alternativas como as LAGUNAS ESCONDIDAS (que pela alta salinidade da água, as pessoas não afundam). DICA 2: É interessante que se faça uma pesquisa de preço no dia de sua chegada e tentar fechar todos na mesma agência para conseguir desconto. Os passeios variam de 9.000 a 50.000 pesos chilenos quando fechados em agência, fora as entradas nos parques que custam cerca de 5.000 pesos. Estudantes: levem suas carteirinhas para ter desconto!

Com uma vida diurna agitada, San Pedro oferece poucas opções noturnas além de barzinhos e restaurantes. Mas existem algumas festas que acontecem “escondidas”, devido a proibição de festas noturnas na cidade há tempos atrás. Se houver interesse, procure se informar sobre nos hostels, com os locais e com os próprios mochileiros. Também de noite, e torcendo muito para que não haja nuvens no céu e que não seja lua cheia, há a possibilidade de realizar um tour astronômico de grande potencial, visto que a olho nu o céu deste lugar apresenta uma nitidez incrível para se ver estrelas.

O deserto mais árido do mundo é uma imensidão que não tem par, uma beleza sem fim. Uma paisagem que com certeza vale a pena entrar na sua lista de lugares a se visitar pela América do Sul.

* por Lívia Silva e Heloísa Silva, que viajaram no período de janeiro/2015 para o deserto do Atacama. Os preços e a temperatura relatada são equivalentes a este período.

Sem Comentários
Artigo Anterior
06/04/2017
Próximo Artigo
06/04/2017

Sem Comentários

Deixe uma resposta